Na ilustração acima vemos um avião de caça da FAB – Força Aérea Brasileira – perseguindo um UFO, fato ocorrido diversas vezes e registrado em relatórios oficiais à disposição no Arquivo Nacional em Brasília, juntamente com depoimentos de pilotos, operadores de radar, oficiais graduados e civis. Vide ref. 1.

Introdução

UFO é uma sigla em inglês que significa “Unidentifed Flying Object”, em português: OVNI – Objeto Voador Não Identificado; são os famosos “discos voadores”.

Na ilustração acima mostramos a nomenclatura utilizada para classificar os “contatos imediatos” com os UFO´s que são associados na mídia aos seres extra-terrestres apesar de não haver qualquer prova a esse respeito.

A existência de UFO´s e principalmente a sua interpretação, se de origem natural, meteorológica, sobrenatural, humana ou extraterrestre é um assunto polêmico e foge um pouco do perfil desse blog. Entretanto, a cada dia acumulam-se na mídia mais e mais relatos de aparições desses fenômenos no ar, ou formando imagens sobre plantações (crop circles), ou relatos de contatos de diversos graus. Mas será que eles realmente existem? E se existem o que eles são? Se forem seres extraterrestres inteligentes o que querem de nós e porque estão aqui?

A exemplo dos outros posts, vamos imaginar situações, fazer análises e tentar chegar a algumas conclusões utilizando fatos e com o uso da lógica obter as conclusões possíveis sobre este estranho fenômeno.

Se “o papel aceita tudo”, pelo menos, podemos fazer algum esforço para tentar diminuir as explicações mirabolantes, que nos são apresentadas em cada um dos muitos filmes de ficção científica ou em cada nova explicação sem fundamento que aparece a cada dia como uma expressão de ideias simplistas e pela farsa comprovada de algumas pessoas que produzem desenhos de sinais em plantações (ainda que o assunto como um todo esteja em investigação).

Sobre isso, sugiro divertir-se com o fime “Sinais” com Mel Gibson (2002).

Iniciamos abordando os aspectos psicológicos e sobrenaturais da questão, no sentido de mostrar como o ser humano trata, em um primeiro momento, os desafios misteriosos nos quais se sente ameaçado e cria mitos, lendas e fantasias e assim poderemos descartar “a priori” mais de 90% de relatos com interpretação irreal e duvidosa passando então a observar melhor o que resta sem a interferência de fatores imponderáveis. Se uma investigação não é conduzida dessa forma não há como se ir muito longe na busca da verdade e a isto chamamos Ciência. É por esse motivo que existem cientistas envolvidos nessa questão, além de religiosos, profetas, mágicos e pregadores do final dos tempos.

Igualmente, deixando de lado toda uma enorme quantidade de fraudes explícitas e foto montagens, os fenômenos meteorológicos conhecidos (o planeta Vênus, por exemplo) e os raros (como a Aurora Boreal) e a utilização de material militar, aeronáutico ou de pesquisa (sondas meteorológicas) desconhecidos pela maior parte da população, e também a tendência natural à superstição, medos e crendices de boa parte da sociedade, pretendemos aqui tentar fazer uma avaliação equilibrada de fatos e argumentos.

Assim sendo, questionamos se realmente há algum relato confiável sobre a simples existência do fenômeno UFO, sem analisar sua causa, e verificamos que a quantidade de relatos é tão impressionante e ocorrem com frequência há tanto tempo que a probabilidade de que existam é alta. Assim selecionamos no post “UFO: Evidências!” um desses casos bem documentados, não como prova, mas como uma forte evidência que apoiará a nossa análise.

Tentaremos avaliar se os UFO´s tem origem extraterrestre e, se existir vida inteligente perto de nós, porque eles ainda não fizeram um contato formal, uma vez que há 30 anos existem buscas oficiais e coordenadas de nossa sociedade. (vide post “Procurando ET´s”). Também faremos uma análise se eles podem ter origem terrestre e serem uma arma militar no post: “UFO: Arma de Guerra?”.

Enrico Fermi, um dos maiores físicos desse século, prêmio Nobel de 1938, formulou uma questão conhecida como “Paradoxo de Fermi” para mostrar que há uma incoerência entre a probabilidade da existência de vida extra terrestre e a falta de comunicação até o momento.

Após as análises e a apresentação de evidências chegaremos a uma tabela de “Perguntas e Respostas” prováveis que comentaremos com mais detalhes no post “UFO: O que são eles afinal? e então, poderemos baseado nessas conclusões, analisar: porque eles estão aqui?

Chegaremos ao fim de nossa viagem com algumas conclusões surpreendentes, que valem independentemente dos UFO´s ou ET´s existirem ou não, sendo que a mais interessante na minha opinião, está relacionada a nós mesmos quanto à necessidade de questionamento e da escolha dos caminhos que poderemos tomar para sobreviver neste universo contra todas as forças da natureza, do mesmo modo que fizemos desde a pré-história até agora, para ultrapassar e vencer mais uma vez uma nova fase de imensos desafios.