A palavra “sobrenatural” dá a precisa ideia de que existem leis, regras e comportamentos para o mundo físico e todo o universo que vivemos e a ciência acredita na “hipótese da mediocridade”, que significa que não há nada especial na Terra que não possa existir em outra parte deste mesmo universo (e por esse mesmo motivo a existência de vida extraterrestre é considerada uma possibilidade). Nesse contexto, a palavra “sobrenatural” implica em algo que desafie as leis conhecidas para nosso universo.

O fenômeno UFO, se existe, passa a ser facilmente explicável quando se utiliza uma análise sobrenatural e, desse modo, qualquer explicação pseudo científica, supersticiosa ou religiosa é cabível, e desse modo surgem os blogs de paranormalidade, invasores do espaço, fim dos tempos, conspirações galácticas, anjos e demônios que lutam pelo domínio de nosso planeta, etc.

Utilizando metafísica, quando analisamos os 6 posts sobre a “existência de Deus” nós chegamos à conclusão que é possível existir uma dimensão diferente da que existimos (como um Megaverso composto de universos paralelos) e que lá pode existir pelo menos um ser inteligente responsável pela nossa existência, que poderíamos chamar de Deus, mostrando que podemos ter sido criados e, nesse caso, não existiria motivo para sermos uma criação única, exclusiva, e que não existam outras.

Curiosamente, porém, se negarmos a existência de um criador, se afirmamos que “Deus não existe”, ou mesmo espíritos ou seres sobrenaturais completamente diferentes de nós, então fica ainda mais evidente que a probabilidade matemática de sermos únicos é desprezível porque os fatores que levaram ao nosso aparecimento continuam a existir, o universo que nos formou estatisticamente, por puro “acaso”, continuará a fazer sua combinações infinitas e a produzir pequenas frações de “seres inteligentes” como nós que, multiplicadas pela sua imensidão devem resultar em um considerável número de civilizações.

Assumindo ainda, por hipótese, que não existem “universos paralelos” (existem físicos que acreditam que existem e em grande quantidade!) ou que não existem esses seres “extra universais” (espíritos, fantasmas, seres sobrenaturais de outra dimensão) ou, no mínimo, que se existirem não podem fazer contato conosco ou não são os responsáveis pelo fenômeno UFO, então podemos tentar continuar nosso raciocínio em bases mais sólidas. Caso contrário a discussão pára por aqui, são explicações fortes, fáceis e irrefutáveis por falta de provas…. vamos citar abaixo algumas conhecidas.

a) Podem ser “elos” (links) entre dois mundos causados por uma tecnologia avançada, utilizando as “pontes de Einstein-Rosen”, por exemplo, e formando “buracos de minhoca” provisórios para nos observarem sem necessariamente estarem fisicamente presentes no local e que causam perturbações pontuais e distorções visuais variadas, mas que podem interferir nos radares dos aviões. Não há como comentar muito esta hipótese, dado que essa ciência é no momento desconhecida, tendo-se apenas previsões teóricas sobre sua possibilidade.

b) Podem ser “viajantes do tempo” vindos do futuro, observadores da história, humanos ou alienígenas que não estão de fato presentes, mas nos observam através de janelas de espaço-tempo causadas por tecnologia avançada, não sendo capazes de interferir diretamente ou interagir com o nosso mundo. Isto foi dito considerando o melhor que conhecemos das teorias atuais existentes, que em princípio impedem qualquer objeto material de voltar ao passado e altera-lo. Esta hipótese é uma mera especulação sem a menor chance de ser comprovada.

c) Utilizando uma análise teológica (religiosa), se imaginarmos que existe vida espiritual em outras dimensões eles podem ser “espíritos” ou “anjos”. Muitos afirmam que UFO´s são condutores de espíritos entre as várias dimensões.

d) Ao assumir a existência de Universos Paralelos e da incrível tecnologia para viajar de lá para cá, esses alienígenas podem ser tão radicalmente diferentes de nós ou de qualquer criatura animal possível de existir em nosso universo que há quem creia que por esse motivo não há sequer como nos comunicarmos com eles e isso explicaria o “Paradoxo de Fermi”.

Segunda Conclusão

Qualquer relato de contato com UFO´s e qualquer explicação sobre eles deve descartar prontamente a exploração de aspectos sobrenaturais pela simples razão de que através dessa via não há como chegar a qualquer conclusão que possa ser evidenciada ou comprovada. Além disso, digamos que uma civilização esteja vivendo em outra dimensão e consiga ter alguma interferência com a nossa, certamente, pela completa diferença de objetivos, formas, padrões, leis físicas, comportamentos e necessidades, não haveria propósito algum na troca mútua de experiências. Seria como uma colônia de algas interagindo com uma manada de elefantes…

Desse modo, ao nos depararmos com depoimentos de amigos, reportagens de jornais e informações dos blogs podemos saber que grande parte dos fatos e suas interpretações poderão ser facilmente descartados ou considerados inválidos para utilização em pesquisa pela simples falta de objetividade e impossibilidade de comprovação.

Somando os aspectos psicológicos e os sobrenaturais, mais de 90% de todos os relatos e interpretações existentes podem ser descartados.